Notícias sobre logística

Newsletter #8 Setores industriais, agro e varejo em crescimento

#8

Indústria paranaense teve crescimento de 24,1% em maio
Salto mostra sinais de recuperação da economia e da confiança do setor no Paraná, mas estudo indica perdas significativas: -8,9% no ano e -2% nos últimos 12 meses

13 de julho de 2020

A indústria paranaense cresceu 24,1% entre abril e maio deste ano. O indicador positivo aparece depois de dois meses seguidos de queda acentuada por conta dos reflexos provocados pela pandemia do novo coronavírus e é o melhor resultado do País. A indústria nacional cresceu 7% nesse período.

Os dados são da Pesquisa Industrial Mensal Regional e foram divulgados nesta quarta-feira (8) pelo IBGE (Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística).

Para o economista da Fiep (Federação das Indústrias do Paraná), Evânio Felippe, a atividade agropecuária, que representa 30% da matriz industrial do Estado, é a que mais contribuiu para a sustentação da atividade industrial nesse momento de pandemia. O fato de a indústria alimentícia se enquadrar como setor essencial e não ter paralisado durante a pandemia certamente fez com que os número não fossem tão negativos. Porém, o setor vem em um processo de crescimento desde o início do ano. De janeiro a maio, teve um incremento de 6,9% na produção.

SETORES – Na análise setorial feita entre maio de 2019 e maio de 2020, apenas quatro dos 14 ramos divulgados apresentaram taxas positivas no Paraná:

  • produtos alimentícios (1,8%);
  • celulose, papel e produtos de papel (4,8%);
  • derivados de petróleo e biocombustíveis (6,6%);
  • produtos químicos.

As perdas mais acentuadas foram em veículos automotores, reboques e carrocerias (-60,7%), máquinas e equipamentos (-46,4%), produtos de madeira (-37,3%), máquinas e materiais elétricos (-31,4%) e móveis (-25,2%).

PESQUISA CNT ABORDA IMPACTO DA COVID-19 NO TRANSPORTE DO PAÍS

De 9 a 15 de julho, serão coletados dados para Pesquisa Impacto no Transporte – Covid-19. Ela servirá para orientar as ações da Confederação Nacional do Transporte (CNT) na defesa do setor transportador.

Clique aqui para participar!

NOTÍCIAS DA SEMANA

Agroindústria é beneficiada pela exportação e pelo dólar

Além de estar enquadrado nas atividades essenciais e ser menos impactado pela crise econômica gerada pela pandemia, a agroindústria teve uma boa safra e tem se beneficiado do dólar alto e do mercado externo, que está comprador, afirma Nelson Costa, superintendente da Fecoopar (Federação e Organização das Cooperativas do Estado do Paraná).

“Tivemos uma boa safra agrícola, e com isso houve um aumento do volume de produção. Agregado isso houve a melhoria da cotação do dólar em reais e com isso as exportações foram beneficiadas. O quarto ponto é em relação ao mercado externo comprador, principalmente a China. Tivemos um bom desempenho nas atividades de exportação de proteína animal, carnes, especialmente frango e suínos”, avalia.

Comércio varejista registra crescimento de 26,6% em maio

O comércio varejista ampliado (análise que engloba veículos e lojas de material de construção) cresceu 26,6% na passagem de abril para maio, segundo a Pesquisa Mensal do Comércio (PMC), também divulgada nesta quarta-feira pelo IBGE. O crescimento foi acima do indicador nacional, de 19,6%, e ficou atrás apenas do Rio Grande do Sul, Espírito Santo e Rondônia.

Setorialmente, as maiores perdas entre maio de 2019 e de 2020 foram em livros, jornais, revistas e papelaria (-39,3%), tecidos e vestuário (-34,5%), equipamentos e materiais para escritório (-32,2%), outros artigos de uso pessoal e doméstico (-21,8%) e veículos, motocicletas, peças e partes (-14,4%).

Houve avanços no setor de eletrodomésticos (30,9%), móveis (22,9%) e hipermercados e supermercados (13,7%), conforme apontado no último boletim conjuntural das secretarias da Fazenda e do Planejamento e Projetos Estruturantes.

ESCRITO POR