O caminhão graneleiro é responsável pelo transporte de cargas secas a granel, como trigo e soja. Os veículos pesados são os mais utilizados para este tipo de produto, com destaque para o truck, carreta e bitrem. A carroceria deve ser aberta e, preferencialmente, alta para que o processo de entrega mantenha a integridade da carga e evite desperdícios.

O que são cargas a granel?

A carga a granel não precisa ser embarcada em embalagens ou caixas. Todo o transporte é feito sem acondicionamento, marcas de identificação e contagem de unidades, ao contrário do que ocorre com produtos refrigerados ou equipamentos eletrônicos.

Existem duas categorias: sólida e líquida.

Carga a granel sólida: esta modalidade contempla os produtos que são sólidos e podem ser contados em grãos. O tamanho do item neste caso não importa. No Brasil, trigo, soja e milho são os alimentos que mais geram renda.

Carga a granel líquida: petróleo, óleo de soja e gasolina são alguns exemplos desta categoria.

Vale reforçar que a carga a granel nunca deve ser embalada. Uma garrafa de óleo de soja, por exemplo, deixa de ter essa característica no momento em que é engarrafa.

Transporte com caminhão graneleiro no Brasil

Quem é motorista de caminhão graneleiro possui sempre muito trabalho. Segundo informações do Mapa da Mina 2018, a previsão é de que a safra de soja deste ano atinja 118 milhões de toneladas, 4% a mais do que em 2017. Juntos, estes grãos representam um faturamento que pode chegar a R$ 129 bilhões.

O estado brasileiro que mais produz este tipo de carga é o Mato Grosso, reunindo 27% da produção nacional. Já a região que mais cresce é o Maranhão, com crescimento de 19% em apenas um ano.

Outro alimento em destaque no Brasil é o milho, utilizado principalmente como matéria-prima da ração animal. Estima-se que o ano encerre com produção de 82 milhões de toneladas e lucro que ultrapassa R$ 45 bilhões. Em 2018, o Mato Grosso também se destacou na plantação de milho. Sua participação no mercado nacional passou de 26% para 29%.

 

Como buscar frete para caminhão graneleiro?

Em relação à soja, por exemplo, os estados mais produtores são: Mato Grosso, Paraná, Rio Grande do Sul, Goiás, Mato Grosso do Sul, Bahia e Minas Gerais. Juntos, em 2018, geraram mais de R$ 100 milhões em grãos.

Este dado mostra que estas são as regiões em que existe mais demanda de transporte a granel. Mas, como encontrar uma carga nestes e outros estados para o seu caminhão graneleiro? A resposta é simples: através do aplicativo gratuito Fretefy.

O Fretefy é uma solução completa para transportadoras e caminhoneiros autônomos. As transportadoras utilizam a solução através de uma plataforma 100% online para contratar terceiros, organizar suas cargas e veículos, e acompanhar em tempo real as entregas. Já o aplicativo para motoristas facilita o acesso à estas transportadoras e é totalmente gratuito. No momento, o app está disponível somente para celulares com sistema Android.

Aplicativo Fretefy

O cadastro no Fretefy é bastante simples: baixe o aplicativo na Google Play Store, insira seus dados profissionais e do seu caminhão graneleiro, informando, por exemplo, se ele possui rastreador. Quanto mais informações e fotos você disponibilizar, mais confiável o seu cadastro se torna e maiores as chances de você fechar um frete.

Mas, se você for transportadora, agende hoje mesmo uma demonstração gratuita para conhecer nossas funcionalidades.