Gestão Logística

Reduza tempo na gestão de processos logisticos

Na logística, todo mundo parece competir com o tempo. Alguns dizem que o tempo é uma ilusão, mas na logística ela é uma realidade perturbadora.

Existem 5 soluções que você pode adotar para reduzir o tempo perdido na entrega de cargas. São métodos testados e aprovados por empresas ao redor do mundo para garantir agilidade.

Continue lendo para descobrir como:

  • Um lead time curto pode otimizar tempo
  • Como funciona o método just-in-time para sincronizar fabricação com demanda dos clientes
  • E mais 3 soluções!

#1 Tornar o lead time mais curto

Lead Time é a quantidade de tempo entre A) realização do pedido e B) recebimento do pedido.

Lead time comprido basicamente significa que demora muitos dias para seus produtos chegarem até os clientes. Em países como o Iraque o lead time é de 116 dias, enquanto na Dinamarca é de apenas 5 dias!

Um lead time comprido é um problema no setor logístico. Empresas que demoram para entregar cargas são menos competitivas e perdem clientes que precisam de produtos com agilidade.

Em alguns setores industriais, o lead time comprido é uma inevitabilidade. Mas na maioria, há como encurtar seja trocando de modal (aéreo, rodoviário, fluvial, dutoviário) ou procurando novos fornecedores. Existe também a possibilidade de criar estoques intermediários com produtos de reserva em centros de distribuição. Isso agilizará a entrega apesar do tempo de fabricação comprido.

Aprenda mais sobre lead time em Saiba os fatores que roubam tempo na logística

#2 Adotar o just-in-time na sua logística

Just-in-time é um método para entregar cargas sem etapa de estocagem.

Significa produzir mercadorias sob demanda para que a fabricação e usufruto dos produtos pelos clientes estejam sincronizados. Resumindo, os produtos são criados conforme a demanda dos clientes.

Esse método pode reduzir drasticamente o tempo perdido com operações logísticas de fornecimento e estocagem na sua empresa. Foi desenvolvido pela Toyota nos anos 40 e desde então se tornou um paradigma no setor logístico para economizar tempo e evitar desperdício de matérias-prima.

Saiba tudo sobre just-in-time lendo Entenda tudo sobre Kanban para a logística

#3 Implementar o cross docking

O cross docking é um método que transfere cargas de caminhões inbound diretamente para outbound.

Não há armazenamento entre a chegada do caminhão na fábrica e a saída do caminhão de entrega ao cliente final.

Parece semelhante ao just-in-time? Na verdade ambos são bem diferentes:

  • Just-in-time: a fabricação de produtos é feito sob a demanda de clientes
  • Cross docking: o transporte de produtos é feito sem armazenamento

Logo, enquanto o just-in-time foca na fabricação, o cross docking foca no transporte.

Para que o cross docking ocorra é necessário um terminal, na qual caminhões inbound deixam cargas para caminhões outbound coletarem.

O caminhão outbound precisa estar disponível no momento da chegada do inbound para que o processo reduza o tempo de entrega.

Saiba mais em O que é Cross Docking? Tudo que você precisa saber

#4 Diminuir a variabilidade do tempo

A variabilidade de tempo é uma taxa que mede a oscilação do tempo de entrega.

Uma taxa alta significa que suas entregas não são confiáveis e tem atrasos recorrentes

Diminuir essa variabilidade ajuda você economizar tempo. Afinal, não há nada melhor que planejar para eliminar causas de atrasos.

A variabilidade de tempo acontece nos seguintes cenários:

  1. Quando o fornecedor obtém matérias-prima de forma volátil
  2. Em momentos de crise social/ política (greves, boicotes, mudança de legislação frequente)
  3. Quando a transportadora não é bem organizada
  4. Em estradas com infraestrutura a desejar ou com risco de roubo
  5. Falta de organização da frota com relação a jornada dos motoristas ou comunicação

Essas são as soluções:

  1. Integrar a cadeia de suprimentos ou procurar um novo fornecedor mais confiável
  2. Contratar uma consultoria para realizar predições de crises ou ficar antenado nas notícias e antecipar problemas
  3. Estabelecer uma rotina de entrega de cargas sólida com a transportadora e cobrar o cumprimento da mesma
  4. Usar um roteirizador ou contratar uma gerenciadora de riscos
  5. Utilizar o software de gestão logística da Fretefy para controlar coletas e entregas de carga

Após adotar essas medidas, a variabilidade de tempo tende a diminuir drasticamente. Somente em um cenário utópico ela seria zero, mas o ideal é diminuir ao máximo a variabilidade dentro do possível.

#5 Usar software de gestão logística para tracking e oferecimento de cargas

Softwares de gestão logística são soluções que fornecem uma visão global da sua frota e cargas.Um bom software logístico inclui um painel com informações em tempo real, como localização, estimativas de entrega e registro de ocorrências.Porém, um software ideal facilita não só ver suas cargas, mas sim distribuí-las e avaliar desempenho.

Conhece o Fretefy?

Fretefy é uma plataforma de gestão logística que simplifica o transporte de cargas:

  • Oferecimento automático de cargas
  • Painéis com KPIs logísticos
  • Integração de TMS ou ERP
  • Controle de janelas de coleta e entrega
  • Localização de cargas em tempo real
  • Confirmação de entrega por foto do motorista
  • Cartão para frete e pedágio
  • Chat com motoristas

Leia: 5 obstáculos do gestor logístico para investir em tecnologia

ESCRITO POR